terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Top 10 (Filmes para se sentir Bem)

Entrando no clima das festas de fim de ano, neste Top 10 Cinemaniac vamos lembrar de alguns dos mais legais "filmes para se sentir bem". Afinal de contas, após um ano reconhecidamente problemático para nós brasileiros, um bom "feel good movie" pode ser uma excelente opção para levantar o astral às vésperas dos festejos natalinos. Dito isso, neste especial do Cinemaniac confira uma lista com dez dos nossos prediletos "filmes para se sentir bem". E começamos com...

10º Um Bom Ano (2006)


Dirigido por Ridley Scott, Um Bom Ano nos distancia da caótica realidade das grandes metrópoles ao nos apresentar a história de amor entre um 'workaholic' de carteirinha e uma estonteante garçonete francesa. Estrelado pelos talentosos Russel Crowe e Marion Cotillard, em duas excelentes atuações, o longa nos brinda ainda com a iluminada fotografia de Philippe Le Sourd, impecável ao reproduzir as belas paisagens de um vinhedo francês. Um romance açucarado recheado de ótimas intenções. 

9º Jamaica Abaixo de  Zero (1993)


Aproveitando que o Rio de Janeiro irá ser sede das Olimpíadas em 2016, não poderíamos deixar de fora da lista o adorável Jamaica Abaixo de Zero. Protagonizado pelo saudoso John Candy, o longa se tornou um enorme sucesso nas sessões vespertinas ao acompanhar as desventuras de um grupo de velocistas determinados a disputar os Jogos Olímpicos de Inverno. Arrancando inúmeras risadas com o inusitado, o diretor Jon Turteltaub capturou como poucos o tão celebrado espírito olímpico, se tornando um dos responsáveis por esta inspiradora película. Não podemos esquecer, aliás, do quarteto Leon, Doug E. Doug, Rawle D. Lewis, Malik Yoba, hilários ao formarem esta curiosa equipe de bobsleigh.

8º Intocáveis (2011)



Uma aula de superação, o blockbuster francês Intocáveis nos brindou com uma das mais cativantes amizades do cinema atual. Inspirado numa incrível história real, o longa dirigido pela dupla Eric Toledano e Olivier Nakache conquistou uma legião de fãs ao contar a história de afeto e cumplicidade envolvendo um milionário tetraplégico e um extrovertido cuidador. Estrelado pelos carismáticos François Cluzet e Omar Sy, o longa faturou mais de US$ 416 milhões nos mercados internacionais, conseguindo ainda uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro. Sem dúvidas, uma edificante "dramédia". O cinema francês que, aliás, já nos presenteou com um outro grande representante do gênero: o cultuado O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001).

7º Questão de Tempo (2013)


Numa mistura absolutamente cativante, Questão de Tempo introduz a viagem no tempo nas comédias românticas ao construir uma adorável história de amor. Dirigido por Richard Curtis, do também "feel good movie" Simplesmente Amor (2003), o longa acompanha a jornada de um jovem que, após descobrir ter o dom de viajar no tempo, resolve utilizar os seus "superpoderes" para conquistar o amor de sua vida. Estrelado pelos talentosos Domhnall Gleeson, Rachel McAdams e Bill Nighy, o longa passeia com sutileza por importantes questões familiares ao valorizar as coisas simples da vida. Baita filme. 

6º Pequena Miss Sunshine (2006)


Uma verdadeira pérola do cinema 'indie', Pequena Miss Sunshine encantou o público e a crítica ao mostrar as trapalhadas de uma disfuncional família norte-americana. Dirigido pela dupla Jonathan Dayton e Valerie Faris, esta comédia nos apresentou a adorável Olive, uma jovem desajeitada que resolve participar de um concurso de miss para crianças. Ao lado do pai fracassado, da mãe amorosa, do irmão traumatizado, do tio suicida e do avô doidão, Olive parte numa excêntrica viagem pelo interior dos EUA, unindo esta complicada família em torno do seu sonho infantil. Recheado de momentos cativantes, Pequena Miss Sunshine acabou faturando o Oscar nas categorias Melhor Roteiro e Melhor Ator Coadjuvante, para o excelente Alan Arkin. 

5º Melhor é Impossível (1997)


Só a atuação de Jack Nicholson já seria o bastante para colocar Melhor é Impossível entre os dez filmes desta lista. Interpretando um tipo inicialmente intragável, daqueles de causar irritação até nos mais tranquilos, o veterano ator dá uma verdadeira aula de atuação ao explorar as particularidades deste fantástico personagem. Sob a batuta do experiente diretor James L. Brooks (Nos Bastidores da Notícia), Nicholson arranca inúmeras risadas ao reproduzir a excentricidade do seu Melvin, uma problemática figura que encontra numa bela garçonete a chance de se redimir. Contando ainda com os ótimos Greg Kinear e Helen Hunt, Melhor é Impossível encanta pela sutileza com que aborda os problemas psicológicos do personagem, criando uma história de amor e amizade que acabou indicada ao Oscar de Melhor Filme. 

4º O Lado Bom da Vida (2012)


No embalo da magnética presença de Jennifer Lawrence, O Lado Bom da Vida nos conquista ao mostrar o caso de amor entre duas figuras completamente instáveis. Conduzido com energia por David O. Russel, o longa também estrelado por Bradley Cooper abraçou com honestidade a bipolaridade dos seus personagens ao narrar a aproximação de duas pessoas que tiveram as suas vidas marcadas por problemas afetivos. Vibrante e bem humorado, O Lado Bom da Vida mostra através da união destes dois personagens que as soluções para os dilemas da vida podem estar mais perto do que pensávamos. Indicado ao Oscar de Melhor Filme, esta divertidíssima comédia romântica acabou levando o prêmio de Melhor Atriz, para a excelente Jennifer Lawrence. 

3º Cantando na Chuva (1952)


Primeiro lugar na lista dos 25 melhores musicais da história, segundo o American Film Institute (AFI), Cantando na Chuva é uma daquelas produções que resumem o gênero "feel good movie". Estrelado pelo trio Gene Kelly, Donald O'Connor e Debbie Reynolds, o longa pode até não contar nenhuma grande história de superação, mas arranca inúmeros sorrisos graças ao otimismo que consagrou a Era de Ouro de Hollwyood. Brincando com os bastidores de Hollywood, o longa acompanha a jornada de dois astros do cinema mudo que, dispostos a manterem o sucesso com o advento da fala, resolvem investir numa nova produção. O problema é que a sua principal estrela tinha uma voz terrível, o que acaba levando a dupla a encontrar uma pacata cantora para dubla-la ao longo da produção. Recheado de momentos memoráveis, a cena da dança na chuva é apenas a cereja no bolo, Cantando na Chuva nos faz crer num mundo mais ingenuo e festivo. 

2º Luzes da Cidade (1931)


Um dos maiores clássicos do aclamado Charlie Chaplin, Luzes da Cidade emociona e diverte ao contar a fantástica história de amor a afeto do icônico Carlitos. Confundido com um milionário por uma jovem cega, o popular vagabundo resolve ajuda-la a juntar o dinheiro para conseguir realizar uma importante cirurgia. Considerado um dos melhores trabalhos da carreira de Chaplin, Luzes da Cidade é um daqueles títulos que cismam em não envelhecer. Absolutamente humano, o longa faz da cruzada de Carlitos uma verdadeira lição de vida, indo dos risos às lágrimas ao acompanhar as estripulias deste adorável personagem. Vide a fantástica sequência final, onde Charlie Chaplin abusa das soluções criativas numa época em que a tecnologia cinematográfica ainda engatinhava.

1º A Felicidade Não se Compra (1946)



E o primeiro lugar não poderia deixar de ser de A Felicidade Não se Compra. Dirigido pelo cultuado Frank Capra, o longa estrelado pelo fantástico James Stewart é uma verdadeira lição de humanidade. Propondo uma ode a amizade, o longa narra a história de um homem correto que, após perder o dinheiro que iria ajudar uma série de pessoas, acaba se deparando com uma série de problemas. Pressionado por um banqueiro inescrupuloso, ele decide colocar fim a sua vida. Tudo muda, no entanto, quando um anjo perdido na Terra resolve mostrar como seria a vida da sua comunidade caso ele não tivesse existido. O resultado é uma pérola do cinema. Um filme que transcendeu as barreiras do tempo ao se mostrar ainda hoje sincero e cativante. Um verdadeiro clássico natalino. 

Merecem destaque

- Jerry Maguire: A Grande Virada (1996)



Uma daquelas excelentes histórias de redenção que Hollywood se acostumou a nos apresentar. Grandes atuações de Tom Cruise e Cuba Gooding Jr.. Esse último, aliás, levou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante.

- As Neves do Kilimanjaro (2011)



Cinema francês da melhor qualidade, As Neves do Kilimanjaro faz de uma história de raiva e revolta uma tocante lição de vida. Show de atuações.

- Peixe Grande e as suas Histórias Maravilhosas (2004)



Tim Burton faz da reaproximação entre pai e filho o pano de fundo para uma lúdica e emocionante história de autoconhecimento. Recheado de personagens marcantes, Peixe Grande nos faz crer no lado mais fantástico da vida. Grandes presenças de Ewan McGregor, Albert Finney e Billy Crudup. 

- A Vida Secreta de Walter Mitty (2013)



Embalado por uma fantástica fotografia, Ben Stiller estrelou e dirigiu este simpático "feel good movie". Um filme que parece disposto a sacudir o espectador e mostrar que a vida está ai para ser vivida.

- Curtindo a vida Adoidado (1986)



Aprendendo a curtir uma bela "folga" com o carismático Ferris Buller. John Hughes não poderia deixar de marcar presença nesta lista.

- Mesmo se Nada der Certo (2014)



Musicalmente irresistível, Mesmo se nada Der Certo cativa ao construir um imprevisível triângulo afetivo em meio a voracidade da indústria da música. Um filme que revigora ao não banalizar os princípios dos seus personagens.

No clima de fim de ano, confira também o nosso especial de Natal

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...