sábado, 2 de outubro de 2010

Top 10 (Filmes Subestimados)

"Gosto não se discute". Sempre que respondo a um comentário aqui no blog, ou escrevo algum texto sobre cinema, penso e reflito esta frase. Acredito que independente do filme, cada espectador vai ter a sua opinião sobre o trabalho, e esta deve sim ser respeitada. Agora, não consigo entender como alguns filmes acabam por ficar a margem do público e/ou da crítica. Estes, na minha opinião, são os filmes subestimados. Longas que de certa formam acabam esquecidos, criticados, ou, até mesmo, desprezados. Pensando nisto, o Top 10 de hoje lembrará alguns dos títulos que apreciei muito, mas que pelo visto nem todos gostaram.




10º Lugar (O Senhor das Armas - 2005)

"Trazendo Nicolas Cage como protagonista, em umas de suas melhores atuações, O Senhor das Armas é um destes exemplos. Me lembro que quando assisti este filme no cinema, talvez um dos poucos que tenha feito isto, achei que ele se tornaria um mega sucesso. Mas não foi o que aconteceu. Critico e extremamente criativo, o filme se baseia em fatos reais para contar a história de um dos maiores traficantes de armas do mundo. O resultado é excelente, mas pelo visto não agradou o público. O longa faturou apenas 72 milhões em todo mundo e, até hoje, não é muito lembrado entres os fãs do cinema."




9º Lugar (O Tigre e a Neve - 2005)

"Mesmo tendo conquistado o mundo com A Vida é bela, o diretor Italiano Roberto Benine não é levado muito a sério. Seu estilo tragicômico, parece não agradar aos críticos. Prova disto é o ótimo O Tigre e a Neve. Se muitos especialistas já não engoliram o êxito do ponto de vista de Benine sobre a segunda Guerra Mundial, muitos nem quiseram ver o que o diretor preparou para a Guerra do Iraque. Fugindo dos clichês do gênero, o diretor italiano quis mostrar uma história de amor em pleno conflito. Por mais que pareca surreal, o longa funciona, divertindo e emocionando. Além disto, o diretor tem a preocupação em mostrar um pouco do outro lado do conflito. Sem dúvidas um trabalho encantador, que merecia uma maior divulgação por aqui."


8º Lugar (Cruzada - 2005)

"Nem mesmo os grandes diretores escapam. Prova disto é Ridley Scott com o ótimo Cruzada. Considero este um dos grandes filmes épicos já realizados. Diferente da grande maioria dos filmes do gênero, vide o visual, o longa discute bem um dos períodos mais conturbados da nossa história: as guerras santas. Com um visual espetacular, e tentando ser fiel ao máximo ao período, Cruzada merece ser observado com mais atenção. Somado a isto, temos toda a grandiosidade de um filme épico de Ridley Scott, que considero o melhor do gênero na atualidade. Filme que recebeu críticas injustas, e acabou se tornando um fracasso de bilheteria".



7º Lugar (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - 2004)

"A saga Harry Potter nem de longe é subestimada. Mas sem dúvidas, como obra cinematográfica e como importância para a franquia, O Prisioneiro de Azkaban é. É incrível como os fãs da série não dão conta da importância do terceiro episódio. Na minha opinião, ele foi o grande responsável pela maturidade do personagem. Depois de dois filmes, muito bons diga-se de passagem, dirigidos por Chris Columbus, o diretor Alfons Cuarón trouxe a franquia um clima mais pesado e denso. Inclusive no ótimo visual. Tanto na direção, quanto no aspecto visual, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban é sensacional. Vale até para os pouco chegados a saga."


6º Lugar (Guerra dos Mundos - 2003)

"Tom Cruise é um dos atores mais subestimados da atualidade. Lembrando da época de galã do ator, muitas pessoas esquecem do seu talento e acabam torcendo o nariz para alguns de seus bons filmes. Um destes casos é ótimo Guerra dos Mundos. Dirigido por Steven Spielberg, o longa dividiu opiniões e acabou sendo altamente criticado. Além de adaptar, com extrema felicidade, a história de H.G Wells, o longa nos brinda com uma das mais interessantes criticas sociais das últimas décadas. Somado a isto, o filme traz grandes atuações, e uma trama muito bem conduzida por Spielberg. Um obra incompreendida e visualmente brilhante."


5º Lugar (Ou tudo, Ou nada - 1997)

"Comédia Inglesa dirigida por Peter Cataneo, Ou tudo, Ou nada é um daqueles filmes despretensiosos que deram muito certo. Porém, atropelado pelo fenômeno Titanic, o longa britânico caiu no esquecimento. Um dos melhores retratos sobre os homens de média idade, o longa consegue divertir e encantar através de sua simplicidade. Apesar de ter concorrido ao Oscar, o longa foi um fracasso de público e se encontra quase que esquecido nos dias de hoje. Vale lembrar que além da ótima trilha sonora, o longa traz no elenco grandes nomes atuais do cinema Inglês, como Tom Wilkinson, Robert Carlyle e Mark Addy. Um daqueles filmes que merecem ser assistido e não esquecido".

4º Lugar (Fonte da Vida - 2006)

"Considerado um dos diretores mais cultuados de hoje em dia, Darren Aronofsky poderia ter se tornado um dos realizadores mais conhecidos da atualidade, se não fosse um filme: Fonte da Vida. Embalado por sucesso de filmes independentes, como PI e Réquiem para Um sonho, Arononfsky esperava que Fonte da Vida, seu maior trabalho até então, viesse a coloca-lo como uma das grandes promessas de Hollywood. O problema é que o filme se tornou um fracasso de público. Logo este, que considero o grande trabalho do diretor. Brilhante do início ao fim, o filme é de uma beleza impar. Realmente, não é um trabalho fácil de se compreender, mas entendo que existe uma certa implicância com este longa. Explorando as grandes atuações de Rachel Weisz e Hugh Jackman, Arononfsky brinda o espectador com uma história de amor que ultrapassa as barreiras do tempo. Sem dúvidas, um dos filmes mais expressivo que já pude assistir."

3º Lugar (O Corvo - 1994)

"Dirigido por Alex Proyas, O Corvo é um filme esquecido pela grande mídia. Trazendo a última interpretação de Brandon Lee, filho de Bruce Lee que morreu durante as filmagens, o longa talvez seja uma das melhores adaptações de histórias em quadrinhos. Com um clima gótico e extremamente Dark, Proyas consegue nos brindar com um excelente trabalho. Explorando a grande atuação de Lee, talvez a melhor de sua curta carreira, Proyas aproveita muito bem o ótimo roteiro e narra com extrema felicidade uma história de amor e vingança. Além disto, a trilha sonora composta por Graeme Revell é sensacional."

2º Lugar (Inimigos Pùblicos - 2008)

"Nestes mais de 2 anos de blog, um dos filmes que mais acompanhamos de perto, desde sua origem, foi Inimigos Públicos. Afinal, um trabalho que reunia Johnny Depp, Christian Bale, Marion Cotillard, sob a batuta de Michael Mann, merecia uma atenção maior. De maneira incompreensível, um filme que na minha opinião seria sucesso de público, acabou se tornando uma fracasso de bilheteria. Narrando uma história real, Mann mostra mais uma vez que sabe fazer cinema de ação. Filmado todo com câmeras digitais, o longa é de um apuro técnico impressionante. Além disto, o elenco dispensa comentários. Enfim, todos os pré-requisitos para se tornar um grande sucesso. O que sem dúvidas, passou longe de acontecer. "

1º Lugar (A Vila - 2004)

" M. Night Shyamalan é sem sombra de dúvidas o diretor mais subestimado da atualidade. Tudo bem que a sua personalidade complicada, acaba influenciando para que os críticos torçam o nariz com suas obras. E um destes casos é o do surpreendente A Vila. Depois de embarcar o fenomenal O Sexto sentido, muitas pessoas pensaram que o diretor não poderia nos surpreender novamente. E não é que ele consegue. A vila se trata de uma obra envolvente do início aos créditos finais. Com um clima enigmático e extremamente interessante, além do grande elenco em mãos, o diretor nos leva uma história inovadora e original, que acabou não sendo bem aceita pelo público. "

8 comentários:

Dan disse...

Oi Thiago,

Boa lista, só não gostei mesmo foi de "Guerra dos Mundos",O Tigre e a Neve e A Vila, os outros são dez e devem ocupar seu lugar no espaço.

Abraços

thicarvalho disse...

Valeu pela visita Dan. Esta lista é bem complicada mesmo. Eu gosto muito destes três filmes. Acho q são trabalhos que no futuro, virão a se tornar mais requisitados. Grande abraço e volte sempre.

Amanda Aouad disse...

Boa idéia de post. Tem filmes aí que não conheço (O Tigre e a Neve e Fonte da Vida), outros não gostei mesmo como Guerra dos Mundos. Mas, alguns são belos filmes que merecem mesmo ser revistos e relembrados como O Senhor das Armas, Ou tudo, Ou nada e a A Vila (que só não gosto muito do final). Agora, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, não sei se é tão subestimado, ele é sempre referência como o melhor da série em todos os posts que já li.

bjs

Jardel Nunes disse...

Dos 10, gosto muito dos 5 primeiros colocados. E realmente, são filmes ame ou odeie.

Gostei da idéia do Top10

Abraços

Hugo disse...

Desta lista eu gostei de "Harry Potter", "O Senhor das Armas" que é bem legal e o cult "O Corvo".

Considero medianos "Guerra do Mundos" (o original é melhor) e "Cruzada".

Agora sou fã de Shyamalan, mas não gostei de "A Vila" e nem de "Fonte da Vida".

Abraço

thicarvalho disse...

Amanda veja sim Fonte da Vida e O Tigre e a Neve, que na minha opinião, são ótimos filmes. Realmente não acho HP e o Prisioneiro de Azkaban um filme subestimado entre os fãs, mas sim entre o grande público. Acho que Cuaron fez um grande trabalho. Qnt A Vila, foi o final que justamente me encatou. kkkkkkk Abraços Amanda e volte sempre.

É isto mesmo Jardel. Peguei filmes que curto mto, mas q as vezes vejo não sendo bem aceito. É o famoso Ame ou odeie, como vc bem disse. Grande abraço.

Hugo, particularmente, gosto muito de Cruzada. Acho de um visual fanbtástico e com umatrama que foge dos "padrões" de épico. Qnt a Guerra dos Mundos, acho um filme incompreendido. Tenho certeza q no futuro, será um filme bem mais aceitado. Grande abraço e até a próxima.

Silvano Vianna disse...

Não gostei nem um pouco de A Villa.... Fonte da Vida é muito belo visualmente, Inimigos Pùblicos achei que teve uma edição bem confusa. Ou tudo, Ou nada é um filme bem interessante vale realmente dar uma conferida. Guerra dos Mundos - 2003 era um bom filme mas o final foi decepcionante. Cruzada - 2005 é um baita épico perto dele Robin Hood é um lixo. O Senhor das Armas é um filmaço inclusive recomendei ele já no meu blog.

thicarvalho disse...

Sylvano realmente A Vila é aquele típico filme ame ou odeie. Por enquanto, está na frente aqueles q o odeiam. Fico feliz vc tb goste de Cruzada. Acho um épico sensacional tb. Qnt a Inimigos Públicos, achei um filme brilhante. Não consegui enxergar estes equívocos na edição. De resto acho q concordamos. Grande abraço e volte sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...